Campo Grande (MS), Domingo, 03 de Março de 2024

COPA ASSOMASUL

Prefeito de Camapuã cobra exclusão dos times de envolvidos em pancadaria na Copa Assomasul

Briga ocorreu durante partida de futebol no fim de semana em Corumbá.

16/11/2023

09:15

CGNEWS

@REPRODUÇÃO

Prefeito de Camapuã, Manoel Eugênio Nery protocolou o pedido de exclusão das equipes de Vicentina e Caarapó da Copa Assomasul após a pancadaria entre os também prefeitos André Nezzi (Caarapó) e Marcos Benedetti (Vicentina), conhecido como Marquinhos do Dedé, ambos do PSDB, durante partida do certame, disputado na tarde do último domingo (12), no Estádio Arthur Marinho, em Corumbá.

O pedido do prefeito de Camapuã foi enviado à Comissão Disciplinar da competição após Nery classificar a pancadaria como “cenas de horror em campo”, o que, segundo o prefeito camapuense se agrava pelo fato do dirigente de Caarapó ser também diretor de esportes da organização. Outro ponto destacado foi a falta de policiamento no local do jogo, visto que, os policiais chegaram ao local, segundo Manoel Nery, apenas aos 29 minutos da primeira etapa, o que não é permitido na competição, mesmo amadora.

“A organização assumiu o risco quando autorizou o início do jogo sem que tivesse cumprido normas regulamentares, especialmente de segurança. Tanto é que quando começa a balburdia, não são identificadas equipes de segurança”, diz o prefeito de Camapuã no pedido.

De acordo com Nery, outro fato que agrava a situação de ambas as equipes é o ponto de que os portões de acesso ao gramado estavam livres no momento da confusão, o que, segundo Nery, permitiria que qualquer pessoa pudesse entrar no gramado e complicasse mais a situação de conflito entre os prefeitos, tudo gravado em vídeo pela equipe de transmissão do jogo.

“Agiram em total afronta aos ditames funcionais e desportivos ao se atacarem como se estivessem em um ringue, sem pensar no prejuízo para as equipes”, destacou.

Nery pede a exclusão do  prefeito de Caarapó, André Nezzi, pela agressão ao prefeito de Vicentina, Marcos Benedetti, que segundo o prefeito de Camapuã, deve ser excluído também por ter invadido o gramado e desrespeitar o dirigente adversário.

Caso a punição não ocorra, Nery disse que a pancadaria seria ruim para a competição, além de provar que as regras do torneio seriam “mera formalidade, não precisariam ser cumpridas, bem como agredir, insultar e desrespeitar” seria algo normal para a comissão disciplinar da Copa Assomasul. O prefeito também pede punição para equipe de Corumbá, responsável pela organização do evento.

O vice-prefeito de Camapuã, disse que "caso a decisão da comissão não seja pela exclusão das duas equipes, nós ingressaremos com um mandado de segurança na Justiça comum, com pedido de liminar, e solicitando a paralisação da competição", acrescentou.


Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Últimas Notícias

Veja Mais

Envie Sua Notícia

Envie pelo site

Envie pelo Whatsapp

Jornal Correio MS © 2021 Todos os direitos reservados.

PROIBIDA A REPRODUÇÃO, transmissão e redistribuição sem autorização expressa.

Site desenvolvido por: